Covid-19: Brasil busca alternativas para vacina por temer atraso da AstraZeneca

Afirmou o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, no último dia três de agosto, em entrevista coletiva na sede do Ministério, transmitida ao vivo pela internet.

O Brasil está buscando alternativas junto a demais produtores de vacinas para a Covid-19 diante de um possível atraso no desenvolvimento do imunizante da Universidade de Oxford com o laboratório britânico AstraZeneca, que foi escolhido pelo governo federal como principal aposta para proteger a população do novo Coronavírus, afirmou no dia três de agosto passado o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco. “Nós evidentemente buscamos soluções alternativas por se tratar de uma encomenda tecnológica e haver um grau de incerteza”, disse o secretário em entrevista coletiva na sede do Ministério, transmitida ao vivo pela internet.

“Embora nos pareça remota, existe a possibilidade de atraso no desenvolvimento da vacina, embora seja a que esteja mais avançada, e nós temos buscado alternativas, só que nessas alternativas sem possibilidade, pelo menos até o momento, de transferência de tecnologia como nessa parceria com a AstraZeneca”, acrescentou.

Ministério da Saúde e Fiocruz assinaram memorando de entendimento com a AstraZeneca

O memorando assinado entre as duas entidades recentemente estabelece as bases para um acordo que prevê o fornecimento de até 100 milhões de doses da vacina e a transferência de tecnologia para produção local pelo laboratório federal localizado no Rio de Janeiro.

Fonte: Veja mais em https://economia.uol.com.br /  Da Reuters, no Rio de Janeiro / 03.08.2020